Blog

Silvestre é novamente debatedor no Festival de Piçarras

Pelo segundo ano consecutivo, o diretor Silvestre Ferreira é convidado a ser o curador e debatedor do 5o FESTIVAL DE TEATRO DE BALNEÁRIO PIÇARRAS – EDIÇÃO 2016. O evento ocorrerá no período de 13 a 17 de abril, sendo que os espetáculos em espaço fechado ocorrerão no Centro Cultural Luiz Telles e no auditório da escola da escola Francisca Borba, no bairro Itacolomi. Já as peças de rua serão encenadas na praça da Igreja Matriz, no Centro. A maratona de 2016 inclui a apresentação de 11 espetáculos até domingo.

Segundo informações do site da Prefeitura (https://balneariopicarras.atende.net/#!/tipo/noticia/valor/180), a Fundação Municipal de Cultura de Piçarras recebeu um total de 47 inscrições, de cidades como Navegantes, Itajaí, Balneário Camboriú, Camboriú, Blumenau, Florianópolis, Jaraguá do Sul e Rio do Sul. Destes, seis espetáculos (“Tomara que não chova! Ou a incrível história do homem que se transformou em cachorro”, “Tenha DÓ Pocket Show”, “Homem Pedal”, “Breve curso prático de administração de tempo”, “RONIN Luz e Sombra” e “Meu Pai é um homem pássaro”) foram selecionados pela curadoria, que, além de Silvestre, contou com Jucca Rodrigues.

Quatro espetáculos locais (“Malditos e Maldições”, “A Inesperada Virtude da Mediocridade”, “Folhetim” e “Pensão da Madame Consuelo”) e um convidado (“Quirino o marido da Bilica”  – este oriundo do projeto selecionado no Edital Ivone Pires de Apoio à Cultura) compõem a lista.

A secretária de Turismo e Cultura, Susan Corrêa, lembra que a programação do 5º Festival de Teatro está diversificada e traz opções para adultos e crianças. “Teremos três peças de rua, duas adultas e uma infantil. Sem dúvida, caminhamos para mais uma edição histórica deste evento”, destaca Susan.

 

PROGRAMAÇÃO:

 

Homem Pedal

Companhia: Risco de Teatro
Tipo de espetáculo: rua
Cidade: Itajaí

Data: 13/04

Local: Praça da Igreja Matriz

Horário: 16 horas

Gênero: Teatro na cidade

Classificação: Livre

Duração: 45 minutos

Sinopse: Uma bicicleta. Dois sujeitos. 130 horas. Pássaro e Odimar. Um recorde será quebrado na cidade. “Homem Pedal”, livremente inspirado na obra El Amateur, do autor argentino Maurício Dayub, traz para a cena a busca pela marca recorde de 130 horas em cima de uma bicicleta. Pássaro e Odimar são os amigos que desenvolvem a trama. Através da relação conflituosa que mistura opressão e cuidado, os dois sujeitos exploram uma situação marcada pelo desejo e pela instabilidade psicológica.
Tomara que não Chova! Ou a incrível história do homem que se transformou em cachorro
Companhia: Téspis Cia. de Teatro

Tipo de espetáculo: adulto

Cidade: Itajaí

Data: 13/04

Local: Centro Cultural Luiz Telles

Horário: 19 horas

Gênero: Contemporâneo

Classificação: a partir de 12 anos

Duração: 45 minutos

Sinopse: Um homem, desempregado há muito tempo, encontra como única oportunidade de trabalho se tornar “cachorro do vigia noturno”. Ciente de suas necessidades e convicto de não ceder às pressões que a nova profissão apresenta, ele o aceita. Mas, a chuva o obriga a se sujeitar a condições degradantes. A gente se acostuma com tudo. Depois que se adquira esse hábito, será possível voltar a ser homem?

 

Breve curso prático de administração de tempo

Companhia: Coletivo Ímpar de Teatro
Tipo de espetáculo: rua
Cidade:  Joinville

Data: 14/04

Local: Semáforo dos cruzamentos da Avenida Getúlio Vargas com a Rua João de Deus Carvalho

Horário: 15 horas

Gênero: Intervenção Urbano

Classificação: Livre

Duração: 75 minutos

Sinopse: O espaço urbano é campo de ação e significado para esta obra de teatro de rua, performance e intervenção urbana, criada de forma colaborativa entre atores e direção, onde o Tempo é protagonista. Neste universo dramatúrgico, realidade e ficção se misturam e as cenas se estabelecem a partir da conexão entre pessoas, reflexões e lugares. E no tempo de um encontro, de um semáforo, existe o acontecimento.

 

 Malditos e Maldições

Companhia: Grupo Escola Mágica
Tipo de espetáculo: Local
Cidade: Balneário Piçarras
Data: 14/04

Local: Centro Cultural Luiz Telles

Horário: 19h

Gênero: Drama

Classificação: 16 anos

Duração: 20 minutos

Sinopse: Uma adaptação de 20 minutos para homenagear Willian Shakespeare nos seus 400 anos de morte. Malditos e Maldições é uma adaptação da peça Macbeth, entre trovões e relâmpagos. Fantasmas que passeiam pelo cenário, bruxos antigos e as “Três Bruxas Proféticas”. As bruxas preparam um feitiço amaldiçoado para que os bruxos e fantasmas provem da mistura sombria. O espetáculo é trabalhado com sombras e palavras encantadas retiradas de um livro negro.

 

 A Inesperada Virtude da Mediocridade

Companhia: Dirlei Felippe
Tipo de espetáculo: local
Cidade: Balneário Piçarras

Data: 14/04

Local: Centro Cultural Luiz Telles

Horário: 20h

Gênero: Comédia

Classificação: 14 anos

Duração: 50 minutos

Sinopse: Um homem e um microfone refletem sobre a existência. Em seu primeiro espetáculo solo, o ator e comediante Dirlei Felippe apresenta um monólogo medíocre e possivelmente engraçado, sobre sua opinião da sociedade e dos seres humanos.  Relacionamentos, sexo, drogas, religião e os excêntricos frequentadores do Bailão do João, são alguns dos temas dessa comédia.

 

Folhetim

Companhia:  Cia. Teatral EnCena
Tipo de espetáculo: local
Cidade: Balneário Piçarras

Data: 15/04

Local: Centro Cultural Luiz Telles

Horário: 15 horas

Gênero: Comédia

Classificação: 12 anos

Duração: 45 minutos

Sinopse: Espetáculo criado a partir de textos de Luiz Fernando Veríssimo e Karl Valentim apresenta ao público o dia a dia na cidade grande. Sua abordagem sobre as manchetes publicadas em jornais induzem os espectadores a uma reflexão sobre o seu papel na sociedade. Com uma linguagem descontraída, Folhetim contempla temas atuais de maneira simples e bem-humorada.

 

Quirino o marido da Bilica
 

Companhia:  Volta do Poço
Tipo de espetáculo: convidado
Cidade: Balneário Piçarras

Data: 15/04

Local: Auditório da Escola Professora Francisca Borba

Horário: 20h

Gênero: Comédia

Classificação: 12 anos

Duração: 45 minutos

Sinopse: Um casal simples, um suporto diretor, uma suposta companhia de cinema. Muitas histórias e aventuras de Quirino e uma possível farsa. Uma reflexão sobre o Poder de uma forma bem-humorada.
Meu pai é um homem pássaro

Companhia:  Cia. Experimentus Teatrais
Tipo de espetáculo: infantil
Cidade: Itajaí

Data: 16/04

Local: Auditório da Escola Professora Francisca Borba

Horário: 15 horas

Gênero: Comédia dramática

Classificação: 7 anos

Duração: 50 minutos

Sinopse: Jack é um homem que, após a perda de sua esposa, vive sob os atenciosos cuidados de sua filha Lizzie. Apaixonado pelos pássaros e tomado pelo desejo de voar, Jack se vê diante da chance de lançar-se no ar quando é anunciado que a cidade receberá ‘A Grande Competição do Pássaro Humano’. O sonho do “avoado” pai passa a ser também um desejo de sua filha e, assim, novos laços começam a ser estabelecidos entre os dois, um homem pássaro e uma menina pássaro.

 

Pensão da Madame Consuelo

Companhia:  Grupo Teatral Filhos de Santo Antônio
Tipo de espetáculo: local
Cidade: Balneário Piçarras

Data:16/04

Local: Centro Cultural Luiz Telles

Horário: 20h

Gênero: Comédia

Classificação: 14 anos

Duração: 1h30 minutos

Sinopse: O texto segue uma linha cômica, que resgata a história de Piçarras na década de 60, onde um grande casarão tinha vários quartos para alugar na temporada de verão. Em um grande salão aconteciam diversas brincadeiras nas noites quentes da estação.

 

RONIN Luz e Sombra

Companhia:  Eranos Círculo de Arte
Tipo de espetáculo: rua
Cidade: Itajaí

Data: 17/04

Local: Praça da Igreja Matriz

Horário: 17h30 horas

Gênero: Intervenção Teatral

Classificação: Livre

Duração: 43 minutos

Sinopse: Na cultura japonesa crê-se que todo homem segue um destino, uma linha. Por outro lado, os Rounin, literalmente homem-onda, não seguiam o princípio básico dos Samurais de lealdade ao Daymio. Ser Rounin consistia em viver sem um senhor ou mestre a servir, vivendo à margem da sociedade e ocupando-se de serviços menores. Em Rounin Luz e Sombra a representação de um “rounin” é feita por um típico personagem encontrado nas ruas: a estátua-viva, que tem uma função contrária aos típicos padrões sociais. Nessa história esse homem despido de amarras sociais sonha e, em seu sonho, depara-se com sua sombra, mas é somente na escuridão que se pode ver a luz e tornar possível o verdadeiro confronto. A ação performática se dá entre a relação de projeções digitais manipuladas ao vivo e o corpo do ator, que se relacionam numa espécie de jogo utilizando a arquitetura local como anteparo.

 

 Tenha Dó Pocket Show

Companhia: Tenha Dó Trio
Tipo de espetáculo: adulto
Cidade: Florianópolis

Data: 17/04

Local: Centro Cultural Luiz Telles

Horário: 19 horas

Gênero: Comédia

Classificação: 12 anos

Duração: 60 minutos

Sinopse: Depois de anos de ensaio a dupla Flor e Lynda Collapso e o músico Boró, vão finalmente apresentar o seu primeiro espetáculo: Tenha Dó – Pocket Show! Para esta estreia prepararam um repertório especial, clássicos da infância. Os três palhaços cantam e interpretam músicas infantis e cantigas populares como nunca foi visto antes. Tudo poderia ser perfeito, se eles não fossem palhaços! Será essa a primeira e última apresentação do Tenha Dó – Pocket Show?

 

Contato: (47) 3347-1839 com Sarah ou Vanderlei

Fundação Municipal de Cultura de Balneário Piçarras

Deixe seu comentário